quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Aprendendo a expressar palavras de vida

A Bíblia diz que quando nos encontramos com o Senhor, teremos de prestar contas de todas as palavras descuidadas que tivermos pronunciado. Pagamos por elas aqui na terra também. Creio que é um preço muito algo a pagar por algo que pode ser facilmente controlado por nossa vontade. Podemos pronunciar palavras de amor, alegria e paz aqui no mundo ou podemos pronunciar palavras de ódio, discórdia, engano e outras manifestações do mal.
Um coração cheio do Espírito Santo e da verdade da palavra de Deus vai gerar uma linguagem piedosa que traz vida tanto ao que ela tanto ao que ouve

Oração:

Senhor,
Peço que meu filha Lorena escolha usar uma linguagem que te glorifique Encha seu coração com o Espírito e a verdade para que de sua boa fluam palavras de vida e não de morte. Põe um guarda em seus lábios para que quando vier a tentação de usar uma linguagem profana, negativa ou perniciosa, desatenciosa, desagradável ou impiedosa cutuque seu espírito para que se sinta desconfortável.  Peço que não use linguagem obscena e caso venha fazê-lo que as palavras deixem um sabor amargo em sua boca e sinta repulsa por elas. 
Ajude-a a ouvir a si mesma para que não fale sem pensar. Guarde-a para que não caia em ciladas no falar. Tu prometeste em tua palavra que o “que e guarda a sua boba e a sua língua, guarda a sua alma das angustias.” Ajude-a a por um guarda sobre os lábios e a se proteger da adversidade. Capacite-a a falar sempre palavras de esperanças, de encorajamento, de cura e de vida, e que esteja decidida a não pecar com seus lábios. Em nome de Jesus, Amém!

Armas da guerra:
As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presencia, Senhor, rocha minha e redentor meu. Salmo 19:14